fbpx

Gestação, amamentação e muito mais

Outubro Rosa: amamentação e o câncer de mama

Outubro Rosa: amamentação e o câncer de mama

A amamentação não traz só benefícios ao bebê. Você sabia que o ato de amamentar também faz bem às mamães? Só o fato de alimentar um filho, com o próprio leite, já é uma sensação maravilhosa. Melhor ainda é saber que a amamentação previne o câncer de mama. E o Outubro Rosa está aí para falarmos sobre a prevenção da doença.

O Instituto Nacional do Câncer (Inca) explica o porquê. Enquanto o bebê suga o leite, o movimento promove uma espécie de esfoliação do tecido mamário. Assim, se houver células agredidas, elas são eliminadas e renovadas. Quando termina a lactação, várias células se autodestroem, dentre elas algumas que poderiam ter lesões no material genético. Outro benefício, diz o Inca, é que as taxas de determinados hormônios que favorecem o desenvolvimento desse tipo de câncer caem durante o período de aleitamento.

Estudos da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) mostram que, a cada 12 meses de aleitamento, as chances de aparecimento de um tumor mamário diminuem em 4,3%. Quanto mais prolongada for a amamentação, maior a proteção para mãe e bebê. Nos pequenos, ajuda a evitar sobrepeso e obesidade. O indicado é amamentação exclusiva até os 6 meses de vida do bebê. Mesmo com a introdução alimentar, o leite materno não deve ser suspenso. Sugere-se que siga até os dois anos ou mais.

>> Acessórios de amamentação: preciso deles?

Estamos no Outubro Rosa, campanha anual com a intenção de alertar a sociedade sobre o diagnóstico precoce do câncer de mama. Neste ano, a campanha do Inca e do Ministério da Saúde reforça três pilares estratégicos no controle da doença: prevenção primária, detecção precoce e mamografia. A importância da ação fica ainda mais evidente diante das estatísticas: o tumor de mama é o segundo tipo de câncer que mais acomete brasileiras. Foram estimados 59.700 casos novos de câncer de mama em 2019, com risco estimado de 56 casos a cada 100 mil mulheres. Os números são do Inca.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *