O que as mudanças climáticas têm a ver com o nascimento do seu bebê

O que as mudanças climáticas têm a ver com o nascimento do seu bebê

Tanto se fala em aquecimento global e nos efeitos das mudanças climáticas para o planeta. Mas você já ouviu algo sobre a interferência das alterações do clima no nascimento dos bebês? Pois então. Em artigo recente publicado na revista Nature, pesquisadores das Universidades de Cambridge e da Califórnia mostram os efeitos do aquecimento global sobre o tempo de gestação da mulher.

Os cientistas descobriram que o calor extremo causa um aumento no número de partos, tanto no dia da exposição a altas temperaturas quanto no dia seguinte, e que os partos podem ser adiantados em até duas semanas. Ou seja: as evidências sugerem que a exposição ao calor pode acelerar o trabalho de parto e levar a uma gestação mais curta.

O estudo mostra que nos dias em que o termômetro atingiu 32°C, conforme reportagem da revista Galileu, as taxas de natalidade aumentaram em 0,97 nascimentos a cada 100 mil mulheres, em comparação com os dias em que a temperatura ficou entre 15 ºC e 21 ºC. No total, os nascimentos aumentaram cerca de 5% nos períodos mais quentes.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a data provável do parto é calculada para 40 semanas após o primeiro dia da última menstruação da mãe. Um bebê que nasce antes de 37 semanas é considerado prematuro e, após a 42, pós-termo. Nos dois casos, os riscos de complicações aumentam.

Para chegar a esse resultado, os pesquisadores analisaram informações de 56 milhões de gestações nos Estados Unidos entre 1969 e 1988 e correlacionaram com dados meteorológicos nas áreas onde ocorreram os nascimnetos.

Os cientistas estimam que uma média de 25 mil bebês por ano tenham nascido mais cedo como resultado da exposição ao calor, com uma perda total de 150 mil dias gestacionais anualmente. Aqui nesse post do Blog já falamos sobre outro motivo que pode levar ao parto prematuro.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *