Mamadeira e chupeta atrapalham a amamentação?

Mamadeira e chupeta atrapalham a amamentação?

Em alguns casos, é preciso fazer uso de mamadeiras e chupetas para alimentar o bebê ou até mesmo acalmá-lo. Mas será que esses artifícios podem prejudicar a amamentação?

Problemas nas mamas, falta de leite ou até a irritação do bebê podem levar os pais a apelarem para a mamadeira e a chupeta. O que muitos não sabem é que o uso prolongado desses utensílios pode causar a confusão de bicos e prejudicar a amamentação.

Confusão de bicos

A chupeta e a mamadeira exigem menos do bebê do que a sucção dos seios. O bebê não precisa fazer um grande esforço e acaba desaprendendo a mamar. Esse problema, que é chamado de confusão de bicos, se configura quando o bebê rejeita o peito e passa a preferir as maneiras mais simples de mamar e de saciar a necessidade de sucção. A fonoaudióloga e consultora de amamentação, Natalia Zveibil, explica: “A maneira como o bebê vai sugar a chupeta ou a mamadeira é diferente da maneira como ele vai sugar o peito da mãe.”

Mamadeira

A forma como os bebês mamam na mamadeira é simples: assim que o bico atinge a boca da criança e o copo é inclinado, o leite goteja sem a necessidade de grande empenho. Essa facilidade desestimula o bebê a mamar no peito da mãe, que exige maior esforço muscular. “Quando o bebê mama o seio, às vezes, o leite demora de um até dois minutos para descer – então o bebê tem que ter paciência, tem que esperar.”, detalha a profissional. Natalia aborda ainda outra questão: ” Às vezes, não vem a quantidade que ele deseja.”

Chupeta

Cansada diante de tantos desafios da gravidez e do pós-parto e com o recém-nascido irritado por não ter o peito à sua disposição o tempo todo, a mãe acaba usando o recurso da chupeta para dar conforto ao bebê. Eles têm necessidade de sucção: sugam desde a barriga da mãe e, quando nascem, sugam o seio para mamar e também para se acalmar. O utensílio substitui o seio e tranquiliza o bebê.

“A chupeta vai suprir a necessidade de sucção e a maneira como ele vai sugá-la também é diferente do peito – e aí os bebês começam a recusar o peito”, adverte a profissional.

Perigos e Sinais da confusão de bicos

Quando a amamentação ainda não está estabelecida, a probabilidade da criança ter problemas é muito maior.  “Os bebês começam a recusar o peito, ficam irritados, se jogam pra trás, não querem mais mamar”, alerta a consultora.

Vendo que o bebê está mamando muito pouco ou não está mamando, a mãe se desespera e acaba oferecendo a mamadeira e a chupeta para acalmá-lo. “É aí que se instala o desmame precoce: começa com uma mamada, depois duas. Vai aumentando a frequência da mamadeira e ele já não aceita mais o peito”, previne Natalia.

Quando o bebê está usando a chupeta ou a mamadeira, as mães devem estar atentas às mudanças na pega do bebê – se a mama passou a escapar com frequência ou se a pega está mais rasa. A diminuição da sucção do bebê no peito é um alerta. Deve-se observar também se a criança fica muito agitada, adormece no peito sem sugar ou se só pega o peito dormindo.

Quanto antes for identificada a confusão de bicos maior a possibilidade de sucesso no processo de reversão. “É possível reverter. Precisa ter muita paciência, muita força de vontade.” conclui a fonoaudióloga.  

 

Está pensando em contratar uma consultora de amamentação? A gente te explica como trabalha essa profissional:

Quando devo procurar uma consultora de amamentação?

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *