fbpx

Gestação, amamentação e muito mais

Doula: Ter ou não ter?

Doula
Foto: Marcela Alvim

Contaremos o que as doulas fazem, quais suas atribuições e como podem ajudar a mulher em cada fase da gravidez e no pós-parto

O parto é um momento muito importante para as mulheres e exige várias decisões. Elas precisam escolher obstetra, hospital, o tipo de parto e muitas outras coisas para a chegada do bebê. As doulas são mais um personagem que aparece nesse cenário da maternidade e muitas mulheres ainda tem dúvidas de como elas podem ajudar.

Vamos falar sobre o papel dessas profissionais, o que elas podem e não podem fazer e quanto custa esse serviço para que vocês possam decidir como será o seu parto – com ou sem doula.

O que é doula?

A palavra “doula” vem do grego “mulher que serve”. Hoje, as doulas são mulheres que dão suporte físico e emocional para as mães. Além de acompanhar o trabalho de parto e o parto, elas podem auxiliar as mulheres antes e até no pós-parto.

As doulas são acompanhantes profissionais que trazem informação, segurança e acolhimento para as mães.  Elas vêm para retomar os cuidados que eram dados pelas mulheres mais velhas quando outra entrava em trabalho de parto e que acabou sendo deixado de lado quando os partos passaram a ser feitos nos hospitais.

Quando precisarei de uma doula?

Na fase que antecede o parto, a doula vai orientar o casal sobre o parto para tirar todas as dúvidas e ajudar a fazer um plano de parto para a mulher.

Ela acompanhará o trabalho de parto e o parto para trazer conforto e acolhimento nesse momento em que a mulher está tão vulnerável. Ajudará a parturiente a encontrar posições que mais a agradem durante as contrações,  auxiliará no uso de técnicas respiratórias e indicará medidas como banhos, massagens e relaxamento para o alivio de dores. Cabe a ela também manter o ambiente tranqüilo, acolhedor e garantir a privacidade da mulher.  

Um outro momento em que a doula pode ajudar é após o nascimento do bebê. Nos primeiros dias de vida da criança, surgem dúvidas e muitas mulheres não se sentem seguras diante de tantas novidades. As doulas podem auxiliar e também apoiar as mães nessa fase tirando dúvidas sobre amamentação e conversando sobre a experiência do parto.

Posso ter uma doula e meu marido para me acompanharem durante o parto?

A parturiente tem direito a um acompanhante durante o trabalho de parto, parto e pós-parto imediato. É necessário verificar se o hospital permite a presença da doula e do acompanhante. Algumas instituições ainda tem resistência a esse acompanhamento enquanto outros já entenderam a importância do trabalho.  Em algumas cidades e estados brasileiros essa prática está assegurada por lei, como é o caso do Rio de Janeiro, Pernambuco e Santa Catarina.

A presença do marido ou acompanhante também é importante, e a doula não o substitui. Ela estimula o companheiro a participar e interagir com a mulher para confortá-la e auxiliá-la. Ela o orienta e indica, por exemplo, os melhores pontos de massagem ou formas de prestar apoio na hora da expulsão.

O trabalho da doula é reconhecido?

A Organização Mundial de Saúde e o Ministério da Saúde defendem e reconhecem o trabalho das doulas. Já existem estudos que comprovam que a presença delas diminui o número de cesáreas, o tempo de trabalho de parto, o uso de fórceps e analgesias.

O Brasil incluiu as doulas na Classificação Brasileira de Ocupação e além das profissionais autodidatas, existem cursos de até 200 horas para certificar mulheres maiores de 18 anos e que não precisam ter formação na área da saúde. Além de aulas teóricas sobre o parto, o curso abrange aulas práticas que são ministradas por doulas experientes e obstetrizes em núcleos de apoio ao parto natural.

doula
Foto: Marcela Alvim

O que a doula não faz?

A doula não realiza procedimentos médicos, exames e não substitui os profissionais da saúde que tradicionalmente fazem assistência ao parto. Elas também não questionam procedimentos com a equipe ou questionam as decisões médicas.

Quanto custa esse serviço?

Algumas doulas são voluntárias e promovem esse trabalho sem remuneração, mas também existem doulas que prestam serviços particulares. Cada profissional tem uma forma de trabalhar e cobrar pelo serviço. Existem diferentes propostas e por isso diferentes valores, mas o atendimento custa em média R$ 1.500,00 que pode incluir visitas prévias e nos primeiros dias do bebê.

E na cesariana, as doulas atuam nesse tipo de parto?

As doulas costumam dar apoio à parturiente que opta por um parto natural ou em alguns casos, em partos que por alguma complicação acabaram virando uma cesárea. Dificilmente acompanham a gestante durante uma cesárea eletiva, mas essa questão deve ser esclarecida com a profissional que irá acompanhá-la.

Como encontrar uma doula?

O site doulas do Brasil pode ser usado como referência além de blogs voltados para maternidade, grupos de gestantes na internet e a indicação de outras mães e amigos. 

 

E você, já decidiu se terá uma doula te acompanhando? Deixe seu comentário e conte pra gente.



1 thought on “Doula: Ter ou não ter?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *